Cobertura de vidro aquosa

Sobreposição de piscinas cria belo efeito de luz, transformando o fundo da piscina superior em um imenso aquário humano.

piscina-visor-de-vidro-laminado-temperado-eva

 

Projetada em 2016 pelo escritório de arquitetura português Guedes Cruz, esta residência de dois andares localizada em Cascais, Lisboa, possui como elemento central de sua volumetria uma piscina suspensa com fundo de vidro instalada sobre outra piscina.

A sobreposição das piscinas cria um belo efeito de luz, transformando o piso da piscina superior em uma cobertura de vidro com grande impacto visual. Seu fundo transparente inunda o quintal com uma deslumbrante luz aquosa, permitindo a vista de nados e mergulhos dos banhistas, criando assim a noção de um imenso aquário humano.

Mas para nós da comunidade vidreira, o projeto parece um tanto utópico, devido ao tamanho dos vãos e, consequentemente, dificuldade de beneficiamento, transporte e instalação dos vidros, que para atender aos coeficientes de segurança seriam especificados com vidros temperados e laminados em composições generosas. Segundo o escritório, o cálculo estrutural determinou a laminação de seis vidros temperados com 10 mm de espessura cada, o que geraria um peso de aproximadamente 150 Kg por metro quadrado.

piscina-fundo-de-vidro-laminado-temperado-eva

 

piscina-fundo-de-vidro

 

projeto-piscina-de-vidro-laminado-temperado-eva

 

piscina-com-piso-de-vidro

 

piscina-com-piso-de-vidro-laminado-temperado-eva

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *